PARADESPORTO: Brasil conquista ouro, prata e bronze na Copa do Mundo de Bocha, em São Paulo

0
266

O veterano Maciel Santos. Foto: Divulgação/CPB

Com a participação de 85 atletas de 24 países, o Brasil encerrou sua participação na etapa São Paulo da Copa do Mundo de Bocha com a conquista de medalhas de ouro, prata e bronze, em um dos eventos mais importantes do calendário esportivo paralímpico internacional. A competição teve início no dia 30 de maio, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, com término previsto para o dia 6 de junho, e servirá como termômetro para os Jogos de Paris 2024.

A primeira medalha do Brasil foi conquistada pelo veterano Maciel Santos, que disputou contra Félix Ardi Yudha, da Indonésia, fechando o placar em 4 x 2. Com domínio do placar durante toda a partida, Maciel chegou a abrir 3 x 0 sobre o adversário para depois confirmar a vitória por 4 x 2.

“Esse evento de altíssimo nível no Brasil, a menos de três meses das Paralimpíadas, é um marco significativo para o esporte. Além de destacar a excelência dos nossos atletas, fortalece a preparação rumo a Paris, uma vez que os melhores atletas da modalidade estão reunidos nesta Copa do Mundo.  As expectativas de conquistas e medalhas para o país na bocha e em outras modalidades são muito boas”, afirmou o secretário nacional de Paradesporto do Ministério do Esporte, Fábio Araújo.

O medalhista de bronze nos Jogos de Tóquio terminou a campanha com seis vitórias em seis jogos. Maciel é o quarto mais bem colocado no ranking mundial na classe BC2 (paralisados cerebrais que não podem receber assistência), seguido do indonésio, na quinta posição.

“Uma conquista nunca é somente do atleta, mas, sim, de uma equipe. Não conseguimos nada sozinhos. Antes da final, reuni a equipe e comuniquei que havia decidido mudar a minha estratégia de jogo para a final. Todos me apoiaram. Essa vitória mostra que estou no caminho certo”, afirmou o cearense, que também havia conquistado o ouro no individual da Copa do Mundo de Bocha, no Rio de Janeiro, em 2022, e a prata em Fortaleza, na Copa de 2023.

Competições coletivas

Com o início das competições coletivas, o Brasil retorna às quadras nas disputas no Par BC3, com Evelyn Oliveira e Mateus Carvalho, no Par BC4, com André Martins e Laíssa Guerreira, e na Equipe BC1/BC2, com Maciel Santos, Andreza Vitória e Iuri Tauan. Os jogos começaram nesta terça-feira (4/6) e se encerram na quinta, dia 6 de junho.

Assessoria de Comunicação – Ministério do Esporte