FPF-PB emite nota oficial após suposto ato de racismo contra jogador do Treze

0
500

Foyo: Divulgação/ FPF-PB

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) emitiu uma nota oficial em resposta ao suposto caso de racismo contra um jogador do Treze Futebol Clube. O comunicado expressa o repúdio veemente da entidade contra qualquer forma de discriminação, seja ela baseada em raça, nacionalidade, orientação sexual ou qualquer outro motivo.

No texto, a FPF destaca sua postura intransigente contra o preconceito, reiterando que tais atitudes são intoleráveis não apenas nos campos de futebol, mas em toda a sociedade. A nota ressalta o compromisso da federação em promover a inclusão e o respeito mútuo entre todos os envolvidos no esporte, sejam jogadores, técnicos, árbitros ou torcedores.

O caso que motivou a manifestação da Federação Paraibana de Futebol ainda está sendo investigado pelas autoridades competentes, e a entidade se coloca à disposição para colaborar com as investigações e tomar as medidas necessárias para coibir práticas discriminatórias nos estádios paraibanos.

A nota oficial da FPF reflete o posicionamento de repúdio da sociedade esportiva contra o racismo e outros tipos de preconceito, reforçando a importância de uma cultura de inclusão e respeito no futebol e em todas as esferas da vida social.

“A Federação Paraibana de Futebol, ciente da notícia crime de racismo ocorrida na partida da semifinal do Campeonato Paraibano entre o @sousa_ec e @trezefcoficial repudia com veemência a prática de qualquer tipo de racismo, xenofobia, homofobia ou qualquer outro tipo de preconceito seja dentro ou fora dos campos de futebol.

A nossa diretoria está atenta às denúncias e não poupará esforços para construção de um ambiente inclusivo e de absoluta igualdade livre de preconceito e ódio.

Esperamos que as autoridades policiais investiguem minuciosamente o ocorrido e que possam identificar os criminosos para que sejam responsabilizados.

Expressamos nossa solidariedade ao jogador Lucas Mineiro, atleta do Treze FC, e reiteramos nosso compromisso em combater qualquer forma de discriminação racial, assegurando que o futebol seja um espaço de união e respeito para todos”, nota divulgada pela FPF-PB em suas redes sociais.