Desenvolvido porspot_img

Últimas

Clube de Futebol falsificou pelo menos 57 exames de Covid-19 de jogadores, segundo TJD

Os dirigentes foram denunciados por falsificação documentos públicos ou particulares, e duas vezes por conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva

O Tribunal de Justiça Desportiva do Estado conclui que o Mesquita Futebol Clube falsificou pelo menos 57 exames de Covid-19 dos jogadores durante a disputa da Série B2 do Campeonato Carioca, finalizada em fevereiro. A denúncia foi encaminhada pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro.
Os documentos levam o carimbo e a assinatura da gestora do controle de qualidade do laboratório, mesmo após a morte dela. De acordo com as investigações do TJD, Rosângela Damasceno morreu em dezembro do ano passado, e os resultados em análise são posteriores.
Outro ponto que chamou a atenção é o fato de dois exames possuírem o mesmo número de pedido.
Na denúncia da procuradoria de Justiça Desportiva consta que participavam do esquema Ângelo Benachio, que é o atual presidente do clube, Cleber Louzada, ex-presidente, e o gestor Antônio Carlos Dias de Souza.
Os dirigentes foram denunciados por falsificação documentos públicos ou particulares, e duas vezes por conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva. Eles podem pegar até quatro anos e meio de suspensão e multa de R$ 200 mil.
A Delegacia de Defraudações também investiga o caso.

Últimas

Mais Lidas