Desenvolvido porspot_img

Últimas

Cem creches e 7.200 vagas: Deputados prestigiam lançamento do Programa Primeira Infância do Governo da Paraíba

Os deputados prestigiaram o lançamento do Programa Primeira Infância, do Governo do Estado, realizado na manhã desta segunda-feira (8) no Palácio da Redenção, em João Pessoa. O programa, de acordo com o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, irá beneficiar, principalmente, as famílias mais vulneráveis com crianças de 0 a 6 anos, fornecendo atenção integrada.

O presidente Adriano Galdino parabenizou o governador João Azevêdo e sua equipe pela importante política pública que está sendo implantada, através da construção de mais de cem creches em várias regiões da Paraíba com capacidade para atender de 50 a cem crianças em cada unidade, beneficiando mais de 7 mil crianças. Para Galdino, esse tipo de ação desenvolvida pelo Poder Executivo deverá contribuir ainda mais para amenizar os danos causados pela pandemia às famílias mais vulneráveis. “Trata-se de um governo que tem um olhar humano, um olhar social e cristão. Nós, do Poder Legislativo, estamos vivendo uma sensação de muita alegria por estarmos dividindo este momento de muita importância. É muito relevante quando a administração pública demonstra sua preocupação com os mais vulneráveis e com a educação, que é a ferramenta mais forte que o pobre tem para vencer a desigualdade neste país. Só através de políticas públicas voltadas para os mais carentes é que poderemos ter um país com mais oportunidades”, afirmou Galdino. O presidente da Assembleia acrescentou ainda que o Poder Legislativo continuará buscando contribuir com o Executivo “para garantir uma Paraíba melhor e mais justa para todos”.

O Programa Primeira Infância será implantado com o intuito de envolver eixos estruturantes como o cuidado materno-infantil; o cuidado com a convivência familiar e comunitária; o cuidado com a diversão e o cuidado com o desenvolvimento.

O governador da Paraíba, João Azevêdo, explicou que a essência do Programa Primeira Infância tem o perfil de sua administração, que é a inclusão através da implementação de ações para cuidar das pessoas. João declarou que é preciso devolver às pessoas condições para que elas possam sair da situação de dificuldades que atravessam. “Trata-se de um dos programas que mais nos orgulha, como gestor público. O foco desse programa é exatamente a primeira infância. Tenho certeza absoluta que o Programa Primeira Infância será um marco, porque teremos a possibilidade de ampliar essa grande rede de assistência, além do que já vem sendo implantado pelo Governo do Estado. Durante a pandemia, muita coisa mudou e, em termos de assistência social, precisou ser adaptada e reinventada, e esse programa tem o objetivo de trabalhar diretamente para as crianças e suas famílias”, argumentou o governador.

O deputado Wilson Filho disse que o programa lançado hoje pelo Governo do Estado “coloca oportunidades à disposição das crianças mais carentes da Paraíba para que no futuro próximo todas possam buscar melhorias em suas vidas. São 7.200 vagas direcionadas aos mais carentes deste estado. Portanto, parabenizamos o governador João Azevêdo e toda a sua equipe pela construção desse programa e que fará da Paraíba um exemplo para todo país. É o fruto de um trabalho em favor da Paraíba, em favor do povo paraibano”, comemorou Wilson Filho.

Estiveram presentes na solenidade os deputados estaduais João Gonçalves, Branco Mendes, Pollyanna Dutra, Ricardo Barbosa, Doutor Érico, Chió, Doutor Taciano Diniz, Júnior Araújo, Felipe Leitão, Hervázio Bezerra e Jutaí Meneses; os deputados federais Julian Lemos e Wilson Santiago, além de secretários de Estado e vereadores do município de João Pessoa.

PROGRAMA PRIMEIRA INFÂNCIA

A construção de 100 creches foi definida após estudo feito pelo Governo do Estado, apontando que alguns municípios não dispõem do equipamento. Serão construídas 56 creches para até 50 crianças, além de 44 para até 100 crianças. O programa envolve ações das Secretarias de Desenvolvimento Humano, Educação, Saúde e Esportes.

   Foto: Divulgação

Últimas

Mais Lidas