Alimentos arrecadados no 38° Salão do Artesanato Paraibano seguem para os artesãos do Rio Grande do Sul

0
186

Os alimentos arrecadados durante o 38° Salão do Artesanato Paraibano, realizado de 6 a 30 de junho, em Campina Grande, seguiram para o Rio Grande do Sul na manhã desta segunda-feira (8). As fortes chuvas que atingiram esse estado, vitimando centenas de pessoas, motivaram que toda a arrecadação do Projeto Salão Solidário fosse destinada aos artesãos gaúchos. São 4,5 toneladas de alimentos, o equivalente a cerca de 7 mil itens — o que inclui, entre outros, açúcar, arroz, feijão, biscoito e café.

A ideia, que partiu do artesão Isaquiel França, foi prontamente aceita pelo governador João Azevêdo e pela primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Ana Maria Lins. No Programa Conversa com o Governador, nesta segunda, João Azevêdo agradeceu a solidariedade dos artesãos paraibanos e da população pela solidariedade. “Nós destinamos a arrecadação para os artesãos lá do Rio Grande do Sul, que ainda vivem um momento extremamente preocupante. Eu acho que o resultado dessas chuvas intensas que caíram sobre o Rio Grande do Sul foi um prejuízo gigante, com pessoas que paralisaram suas atividades econômicas. Através da solidariedade do povo de Campina Grande e região, conseguimos arrecadar mais de 4 mil quilos de alimentos”, externou.

A primeira-dama do Estado também destacou a importância da iniciativa e agradeceu a solidariedade da população. “Os artesãos gaúchos foram duramente atingidos pelas enchentes, e uma das consequências foi a perda de renda. Por isso, o Programa do Artesanato Paraibano também se juntou a outras ações do Governo para auxiliar o povo gaúcho, desta vez para ajudar os artesãos. Quero agradecer a solidariedade, a generosidade das pessoas que visitaram o 38° Salão do Artesanato”, disse.