Treze emite nota e repudia ato racista contra atleta do clube

0
199

Arte: Treze

Neste domingo, o Treze se posicionou em defesa do jogador Lucas Mineiro nas redes sociais, repudiando o episódio de discriminação racial acontecido por um torcedor no Estádio Marizão, antes da partida contra o Sousa pela semifinal do Campeonato Paraibano.

Confira a nota:

Lucas Mineiro, atleta do Treze, foi insultado com expressões racistas hoje em Sousa, enquanto se aquecia durante o intervalo da partida. O agressor, como todo covarde, tentou fugir pela arquibancada onde estava, quando percebeu que tanto ele como o crime haviam sido identificados.

O árbitro da partida, o Sr. Afro Rocha, foi informado do ocorrido, dirigiu-se ao vestiário para anotar detalhes, e informou que a agressão estará na Súmula da partida.

Representantes do Clube orientaram o atleta, acompanhando e auxiliando no registro da ocorrência do crime, que tambem já foi feito.

Às autoridades agora, cabe a investigação e a resposta.

Nem Lucas Mineiro, nem qualquer outro atleta de qualquer outra agremiação esportiva será vítima de preconceito sem o repúdio do Treze; o direito e a luta de cada um por respeito e por dignidade terá sempre o apoio irrestrito do Clube. E não vamos descansar enquanto o insulto não for apurado e o ofensor punido.

Treze e Sousa fizeram uma partida movimentada, cheia de emoções pela semifinal do Campeonato Paraibano, que terá seu capítulo final em Campina Grande, na próxima quarta-feira.

Os sousenses, nordestinos como os trezeanos, paraibanos como os trezeanos, gente simples, trabalhadora como os trezeanos, conhecem muito bem a face do preconceito. Seguramente não aprovam nem incentivam a intolerância mais desprezível que existe: a que discrimina pessoas em função da cor de sua pele, e que lamentavelmente aconteceu hoje na principal praça de esportes da cidade.

Nesta quarta-feira os dois times se enfrentam de novo.

Que seja uma disputa no campo, na torcida e na bola.

Sem insultos.

Com o respeito que o espírito esportivo exige.

E seja qual for o resultado, não vamos permitir que o racismo seja o vencedor.