Redução salarial de 75% salva atletas de demissão no Atlético de Cajazeiras

0
1444
A crise financeira provocada pela pandemia do coronavírus está atingindo em cheio os clubes paraibanos, até mesmo os que estão disputando o título paraibano e com vaga garantida no próximo Campeonato Brasileiro. No final da semana passada, o Atlético de Cajazeiras chegou até a ameaçar rescindir o contrato de todos os jogadores do elenco e dos funcionários do clube, porque não estava mais podendo honrar com o compromisso de pagar os salário em dia. Mas para a alegria de todos e felicidade geral da nação do Trovão Azul, houve um acordo e os jogadores e funcionários aceitaram uma redução salarial, em troca de manter os seus empregos.
O clube utilizou as diretrizes do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda , do Governo Federal, que lançou a Medida Provisória 936, onde é possível reduzir em 25, 50 ou 75% do salário, e até suspender o contrato do profissional contratado.
E o Atlético foi no limite máximo de redução salarial, ou seja, 75 por cento, até quando dure a pandemia. O clube agora aguarda ansiosamente a volta do Campeonato Paraibano.
“Nós todos estamos muito ansiosos por este retorno. Sabendo da intensidade da pandemia no nosso Estado, é difícil prever quando. Esperamos em breve que haja uma flexibilização por parte dos órgãos de saúde e do próprio governador, para o retorno do futebol, o mais rápido possível, claro que sem risco de vida para os atletas”, disse o diretor de futebol do Atlético, Alisson Lira.

 

Blog do Ivo Marques