Início Notícias Paraibano de nove anos tenta sucesso no Millwall e chama atenção de...

Paraibano de nove anos tenta sucesso no Millwall e chama atenção de Arsenal e Chelsea

1488
0
João Marcelo posa para foto, contente, vestindo o uniforme do Millwall — Foto: Arquivo pessoal

João Marcelo é natural de João Pessoa e queimou etapas ao começar jogando futsal. No tradicional time de Londres, o garoto sonha em emplacar carreira internacional

Globoesporte.com.br

Trilhar o caminho nas categorias de base é um dos primeiros passos para os jovens que buscam emplacar uma carreira no futebol. E, quando isso acontece fora do país, mais precisamente na Europa, esse trajeto pode ser facilitado, já que o aprendizado vem de um continente que é a principal referência da modalidade no mundo. Quem tem tido esse privilégio é o garoto João Marcelo, paraibano de nove anos, que hoje defende o Millwall, um tradicional clube da zona leste de Londres. Mesmo com pouca idade, o menino se destacou, chamando atenção de gigantes, como Arsenal e Chelsea. Um início realmente dos bons.
João Marcelo é daqueles jovens promissores, começou a carreira como ponta pelo lado esquerdo, mas hoje atua como meia. Segundo o pai, Marcelo Lima, o filho começou a jogar futebol aos quatro anos, na escola onde estudava em João Pessoa. Foi no ensino infantil que ele percebeu que o menino era diferente, que queimava etapas.

– Eu coloquei ele para jogar quando ele tinha quatro anos. Tudo começou na escola que ele estudava. Eu notei algo diferente. Eu e o técnico, no caso, porque ele tinha quatro anos, mas o treinador chegou a colocá-lo para jogar com meninos de sete anos. Eu me lembro de um torneio que fui assistir e João Marcelo marcou quatro gols em poucos minutos. Nesse dia, o técnico chegou e me disse que era craque. Depois, ele foi jogar no Clube dos Oficiais da Polícia Militar (COPM), também salão, onde seguiu apresentando um bom futebol. João Marcelo é um menino muito habilidoso, que trocou o futsal pelo campo – conta Marcelo.

Foi por indicação dos treinadores de João Marcelo que o seu pai decidiu modificar os planos da família. A mudança seria realmente drástica: partir de João Pessoa para Londres em busca de emplacar o garoto em algum clube de uma cidade que respira futebol. Vale ressaltar que Marcelo Lima, que é chefe de cozinha, tem cidadania inglesa, o que facilitou todo o processo de mudança. Por lá, ele vive ao lado da esposa, Sara, e dos filhos João Marcelo, Maria Clara e Maria Angela.

Em Londres, João Marcelo já vestiu camisas de diversos clubes, mas se firmou mesmo pelo Millwall, time tradicional, que hoje está na 2ª divisão do Campeonato Inglês. Antes dos Lions, o jovem paraibano chegou a vestir a camisa do Fulham, além de ter chamado a atenção de Arsenal e Chelsea.

– Aqui em Londres, a gente mora perto do centro de treinamento do Fulham. Ele chegou a treinar um período no clube. Depois ele treinou numa escolinha de um olheiro do Chelsea. Inclusive, o time esteve perto de levá-lo, mas a distância e algumas pendências com a federação acabaram adiando esse sonho. João também recebeu um convite do Arsenal, mas a distância também comprometeu esse acordo – disse.

Foi aí que o Millwall entrou na parada. Com ajuda do pai, João Marcelo foi apresentado ao técnico do time, que, por coincidência, era fã do futebol brasileiro. Dali em diante, a jornada na equipe começou.
– A gente recebeu um convite do Millwall. Por sorte ou talvez destino, o técnico do time era um fã de Djalminha, do futebol brasileiro, e principalmente do futsal. Logo que viu João Marcelo, ele ficou encantado. Assinamos com o Millwall. O time é muito tradicional, é reconhecido por abastecer grandes equipes. Gostamos da filosofia de treino. O que também facilita é que o clube recebe muitos jogadores de fora – explica.
Pelo Millwall, João Marcelo atua na categoria de base. O jogo para crianças conta com sete jogadores de linha e um goleiro. Nas competições locais, o paraibano chega a enfrentar clubes como Arsenal, Chelsea e Tottenham. No entanto, excursões também acontecem pela Europa, no verão. Mas por causa da pandemia do novo coronavírus, as viagens estão suspensas por um tempo.
João Marcelo já recebeu convites para jogar no Arsenal e no Chelsea — Foto: Reprodução
Bênção do sangue de craque
Em solo inglês, João Marcelo tem como empresário Luiz Bastos, que é neto de Garrincha. História de futebol não falta para o agente. A parceria entre o menino de nove anos e Luiz existe há dois anos.
– Eu trabalho com futebol há 10 anos. Trabalho com jogadores de clubes tradicionais do Brasil, como Flamengo, Vasco, Internacional, além de Emirados Árabes. Quando eu soube que tinha um menino buscando começar a carreira no futebol inglês, me interessei. Foi aí que conheci João, a sua família e fechamos um acordo – detalha Luiz Bastos, o neto de Garrincha.
De acordo com o pai de João, essa parceria foi firmada logo quando o empresário viu imagens do garoto jogando. Até a semelhança com o avô entrou em pauta.
– A gente conheceu Luiz (Bastos) tem uns dois anos. Ele é neto de Garrincha e, quando bateu o olho, ficou doido por João Marcelo. Ele disse que ele lembra Garrincha, já mostrou vídeos dele para Roberto Carlos, Ronaldinho. É um cara que conhece muita gente no futebol. Mas tudo isso é para procurar deixar João Marcelo confortável. Ele está no melhor lugar possível para se desenvolver. Aqui, ele tem um treinamento diferenciado – ressalta Marcelo.
De fato, até recado de Roberto Carlos o garoto João Marcelo já recebeu. Tudo para dar uma força ao menino de nove anos que sonha em brilhar na terra onde o futebol foi inventado. A jornada ainda é longa, mas o primeiro passo já foi dado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here