Parabéns! Portuguesa de Cruz das Armas completa 69 anos

0
136

A Portuguesa do Bairro de Cruz das Armas de João Pessoa está completando 69 anos de histórias nesta terça-feira, 29 de fevereiro de 2024, a equipe foi fundada no ano de 1955.

Veja o histórico da AAP, a Lusa de Cruz das Armas escrita por Di Lorenzo Serpa:

No dia vinte e sete de fevereiro de 1955, na residência de nº 1910 da Av. Cruz das Armas, bairro homônimo, treze jovens desportistas e sonhadores fundaram a Associação Atlética Portuguesa, clube que adotou o verde e o vermelho em seu uniforme, com uma estrela no peito com as iniciais A A P. A Lusa de Cruz das Armas, como ficou conhecida nos meios desportivos, tratou logo de se organizar e manter uma estrutura, filiando-se a Federação Paraibana de Futebol, sendo reconhecida de utilidade pública e obtendo uma razoável sede própria.

A primeira partida disputada pela Portuguesa com os atletas calçando chuteiras foi em 1956, no então campo da Graça, contra o Vasco da Gama do bairro da Torre. As chuteiras, usadas, foram conseguidas junto ao Ferroviário Esporte Clube. Os bons resultados foram logo surgindo, quando a equipe rubro-verde conquistou o bicampeonato juvenil do estado, nos anos de 1957\58 e o tricampeonato amador de 58, 59 e 60. Diversos títulos e conquistas vieram a somar a galeria de troféus da querida e estimada Portuguesa de Cruz das Armas. Ao todo são 17 títulos, dos quais 15 com a chancela da FPF. Por trás dessa organização e amor ao clube, sempre estiveram os abnegados dirigentes da Lusa, como Benedito Honório, jogador, autor do hino e primeiro presidente, Waldemar Dornelas, Severino Deodato, Mário Correa, Antônio Luis, Antônio Carlos A. Medeiros, José Lima de Sousa, João Gonçalves, Pedro Junior, Walter Gomes do Amaral, Ivaldo Fidelis de Meireles, Ednaldo Alves de Oliveira e tantos outros desportistas. A seriedade plantada naquela agremiação colheu excelentes frutos, pois a Lusa passou a formar uma garotada que iria despontar no futebol paraibano, como o artilheiro Chico Matemático, China, Leone, Serginho e o clássico zagueiro Telino, todos com passagem em equipes profissionais. Porém a sua estrela maior foi o atacante José Morais, o popular “Chicletes”, que saiu do juvenil da Lusa para o Auto Esporte, Campinense, Sport Clube do Recife, Portuguesa de Desportos, Fluminense carioca e equipes estrangeiras. Em 1966, a Portuguesa participou da divisão de elite do futebol paraibano, quando disputou o denominado campeonato misto da primeira divisão.  

No recente dia 10 de agosto do corrente ano, o clube realizou eleição para a diretoria executiva e conselho fiscal para comandar os seus destinos no quadriênio 2023/2027. Antônio Carlos Andrade de Medeiros (Baza) presidirá a agremiação assessorado por uma diretoria eclética. Viva a Lusa de Cruz das Armas!

Na atual temporada, a Portuguesa de Cruz das Armas disputará o Campeonato Paraibano Sub-15, já está em sua pré-temporada, veja a atual diretoria da Lusa:

Diretoria Executiva:

Presidente: Antônio Carlos Andrade de Medeiros

Vice Presidente: Ednaldo Alves de Oliveira

Secretário: Fernando Luiz Cabral

Diretor Financeiro: José Lima de Souza

Diretor de Esportes: Mário José Dornelas

Diretor de Patrimônio: Benedito Honório da Silva

Diretor de Marketing/Rel. Públicas: Marizio Coutinho de Araújo

Diretor Social Cultural: Francisco de Assis Di Lorenzo Serpa

Diretor Jurídico: Gilmar das Neves Barbosa

Presidente de Honra: João Gonsalves A. Sobrinho

Relação do Conselho Fiscal:

Presidente: Antônio Luiz do Nascimento

Vice Presidente: Walter Deodato de Souza

Membro: Wamberto Costa Ribeiro

Membro: Josias de Oliveira Maia

Membro: Francisco de Assis Gama

Membro: Paulo Marques de Souza

Esporte do Vale