Desenvolvido porspot_img

Últimas

João Pessoa Espectros vence Recife Mariners e conquista o pentacampeonato da Superliga Nordeste.

Foi suado, sofrido e com todos os ingredientes que um duelo entre Recife Mariners e João Pessoa Espectros poderia oferecer. Em um dia histórico – 7.056 pessoas compareceram à Arena Pernambuco na tarde deste domingo, batendo o recorde de público de futebol americano no Brasil -, os paraibanos mantiveram a hegemonia regional e venceram os pernambucanos por 38×12, conquistando o pentacampeonato da Superliga Nordeste. No próximo dia 14 de dezembro, a equipe vai até Curitiba, onde enfrenta o Coritiba Crocodiles, campeão da conferência Centro-Sul, pelo Brasil Bowl.

Quanto ao jogo,  com boas atuações dos quarterbacks Drew Banks e Rodrigo Dantas, o placar não demorou a sair do zero. Logo na primeira campanha do ataque paraibano, o primeiro touchdown do jogo, com Ednaldo “Mussum” Júnior. O avanço foi respondido à altura na campanha seguinte dos pernambucanos, onde, em field goal, o kicker dos marinheiros, Rafael Bandeira marcou os três primeiros pontos dos donos da casa.

Com a vantagem nos períodos iniciais, o Espectros optou pela cautela e um verdadeira muralha foi formada pela line defense dos reds. Melhor retornador da temporada regular da Superliga Nordeste, o cornerback do Mariners, TL Edwards – dono da marca de 372 jardas corridas em quatro partidas -, foi anulado pelos paraibanos nos retornos para touchdown. E a estratégia mostrou-se eficiente. Aproveitando o baixo rendimento do americano, o time de João Pessoa ampliou o placar com novo touchdown, mais uma vez, com Mussum. Restando sete segundos para o intervalo, os pernambucanos ainda diminuiram o placar com a primeira pontuação máxima. Vinicius Angelo foi o responsável pelo TD, fechando a primeira etapa em desvantagem: 17×10.

Com a boa superioridade adquirida no primeiro tempo de partida, os paraibanos só precisaram administrar o resultado na etapa complementar. Com apenas um safety em todo o segundo tempo, o Mariners não se encontrou em campo e o resultado se refletiu no placar. Com eficiência nos tackles defensivos, o Espectros ainda conseguiram mais dois touchdowns, dando números finais à decisão: 38×12.

“O nosso time teve alguns lapsos psicológicos e isso prejudicou muito as nossas chances. A verdade é que o Espectros fez um grande jogo e estava extremamente preparado. Eles vieram com um esquema completo e não soubemos responder à altura. Os créditos são todos deles, tiveram uma vitória maiúscula”, comentou o técnico do Recife Mariners, Lucas Cisneiros.

Já para o treinador do João Pessoa Espectros, Marcão, a superação foi o diferencial dos paraibanos para a conquista do pentacampeonato. “Esse esporte exige muito dos atletas. Há lesões, derrotas, mas nos fortalecemos. Se você não se supera a cada dia, você está fadado à derrotas. Hoje mostramos que somos um novo Espectros, renovados e com vigor. Se não fosse o espírito aguerrido dos atletas, não teríamos chegado a lugar nenhum”, finalizou o comandante.

JC ONLINE

Últimas

Mais Lidas