segunda-feira, 02/08/2021
Desenvolvido porspot_img

Últimas

Guilherme Arana exalta união da Seleção Olímpica: ‘Somos uma família’

Guilherme Arana está a poucos dias de realizar um sonho: a estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (19), o lateral elogiou o ambiente da Seleção Brasileira. Na briga por um espaço entre o time titular, sobra vontade, lealdade e união entre todos os 22 jogadores, como o próprio Arana descreveu.

“Essa geração é uma geração de muita qualidade. Claro que ficamos chateados com alguns cortes, porém quem entra no lugar da pessoa que foi cortada também tem muita qualidade e aqui dentro somos uma família. Todas as convocações, nos damos muito bem, entra um, sai outro, mas mantemos o mesmo ritmo, a mesma qualidade. Acho que é isso que importa, formar um grupo, formar uma família e ir um ajudando o outro. É assim que vamos conquistar grandes coisas”, disse o lateral.

No elenco da Seleção Olímpica, Guilherme Arana disputa posição com Abner, o outro lateral esquerdo do grupo. Arana não esconde a vontade de ser titular, mas ressaltou a importância de estar bem, não importa o que for pedido por Jardine.

“Sempre trabalho para estar dentro de campo, todo jogador quer jogar, mas eu respeito muito as decisões do professor. O que importa é que ele está vendo a dedicação de todos no treino porque vai precisar de todo mundo. Tem o Abner ali também, eu sempre converso com ele, já concentrei com ele, um excelente jogador, de qualidade imensa na lateral, então estamos brigando pelo nosso espaço, mas é uma disputa sadia. Quem entrar vai dar conta do recado”, garantiu.

A três dias da estreia na Olimpíada, Arana ainda aproveitou para falar sobre a emoção de disputar um torneio desta magnitude com a Seleção Brasileira. O lateral lembrou os primeiros momentos no Japão e deu detalhes sobre a adaptação e as primeiras impressões do grupo sobre o país-sede.

“A ansiedade está muito grande. Eu não conhecia o Japão ainda, quando cheguei aqui realizei um sonho. É um país incrível, de pessoas incríveis, então, não só eu, mas o grupo inteiro está muito ansioso. Sim, muito frio na barriga, de querer estrear logo, a gente não vê a hora. Nos treinamentos, a gente conversa bastante, aqui no hotel também, por isso estamos trabalhando bastante para fazer um bom trabalho nesta Olimpíada. É muito gratificante estar aqui, um trabalho que venho fazendo no meu clube, agora na Seleção, onde fiz grandes jogos e espero representar bem meu país”, disse Arana.

Na quinta-feira (22), o Brasil estreia nos Jogos Olímpicos diante da Alemanha, às 8h30 (horário de Brasília), em duelo que reedita a final da Rio 2016. De olho nos adversários, Arana exaltou a tradição do confronto entre as duas equipes, que já decidiu até Copa do Mundo.

“É uma camisa pesada, que tem muitos títulos, então temos que respeitar. Já olhamos algumas coisas do nosso adversário, então temos que trabalhar em cima disso e manter nosso foco, manter os pés no chão e trabalhar com humildade para fazer um grande jogo. É uma Seleção de tradição, vamos respeitar e fazer nosso papel, nosso trabalho, que é entrar dentro de campo e fazer o melhor para sair com a vitória. Claro, sempre respeitando todos os adversários que enfrentamos”, concluiu.

CBF

Últimas

Mais Lidas