Governo do Estado inaugura padaria escola em João Pessoa

0
219

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, inaugurou, nessa segunda-feira (8), a Padaria Escola Sustentável da comunidade Jardim Bom Samaritano, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

O espaço, instalado na sede da ONG Águia do Rio Jaguaribe, é fruto de um convênio de R$ 180 mil com a organização e prevê a instalação de equipamentos, oferta de cursos na área de panificação para pessoas em situação de vulnerabilidade social e a distribuição de pães para famílias cadastradas.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Pollyanna Dutra, destacou a importância do Governo do Estado firmar convênios com instituições organizadas que ampliam o alcance das ações do poder público. “Sabemos que isso é importante para a segurança alimentar das famílias da comunidade, o fornecimento de pão. Assim como para a juventude e mulheres, os cursos profissionalizantes. Muitos precisam apenas da oportunidade de estar numa Ong como esta, que vai em busca do poder público”, lembrou a secretária.

A presidente da ONG Águia do Rio Jaguaribe, Maria de Fátima de Sousa agradeceu a parceria do Governo da Paraíba para realização do sonho de desenvolver essa atuação junto à comunidade. “Graças ao convênio, vamos atender 100 famílias com 10 pães, duas vezes na semana, na segunda-feira e na sexta-feira, no Programa Pão da Família. Além disso, vamos oferecer na padaria escola, cursos profissionalizantes nas áreas de panificação em geral, como padeiro e pasteleiro, para jovens da comunidade de 16 a 18 anos”, explicou.

A dona de casa, Josiele Vicente é mãe de três filho e relata a importância de receber os pães pelo projeto. “Hoje, R$ 1,00 só dá pra comprar 2 ou 3 pães. Aqui serão 20 pães por semana! Para mim que tenho três filhos pequenos, isso faz muita diferença”.

Já para Maria Vanderly, dona de casa e mãe de adolescente, os cursos oferecidos pela padaria escola trarão oportunidade para os jovens da comunidade. “Só em meu filho não estar na rua ou na frente do celular, e estar aprendendo algo para no futuro poder ser um profissional, é muito importante. Não só pra mim, mas para todas as famílias e adolescentes do bairro. Eu só tenho a agradecer a todos que estão contribuindo para que isso aconteça”, enfatizou.