Desenvolvido porspot_img

Últimas

Clube do Nordeste é condenado a pagar multa milionária a goleiro

A juíza Vivianne Tanure Mateus, da Justiça do Trabalho, condenou o Vitória a pagar R$1.113.777,40 ao goleiro João Gabriel, que cobra 16 meses de salários atrasados.

O clube baiano não paga o goleiro desde junho de 2019, não recolhe FGTS e nem cumpre o auxílio moradia. A juíza afirmou que o Vitória “não nega o inadimplemento salarial” e ainda acabou com o argumento do clube baiano, uma vez que a maior parte dos débitos vem antes da pandemia de Covid-19.

DECISÃO!

“Embora não se possa negar que os impactos da crise sanitária e de saúde pública decorrente da referida pandemia foram, e são, sentidos, em menor ou maior escala, por diversos setores da economia, não é possível perder de vista que o enquadramento legal da força maior requer a observância rigorosa do seu contorno normativo, até porque se tal ocorrência fática já tem o condão de acometer o empresariado, com maior potencial atinge o trabalhador, que via de regra, tem na sua força de trabalho e correspondente contraprestação salarial a fonte de sua subsistência”, diz a sentença.

João Gabriel foi contratado em 2018, mas desde a entrada do presidente Paulo Carneiro jamais vestiu a camisa rubro-negra. No período, ele foi emprestado ao Sampaio Corrêa e depois voltou ao Vitória, sempre treinando em separado. Em maio, a Justiça do Trabalho concedeu liminar ao goleiro para rescindir com o Vitória e negociar com outro clube.

 

Fonte: AFI/Salvador-BA

Últimas

Mais Lidas