CBF anuncia Fernando Diniz como novo treinador da Seleção Brasileira Masculina de futebol

0
556

Foto: Divulgação/ CBF

O Contrato terá a duração de um ano, válido para datas FIFA. Presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues destacou a competência de Diniz para o cargo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informa que Fernando Diniz é o novo treinador da Seleção Brasileira Masculina. O contrato terá a duração de um ano e começa a valer a partir dos jogos das eliminatórias da Copa do Mundo FIFA 2026, em setembro.

O processo, silencioso e cuidadoso, se deu respeitando as etapas necessárias e a primeira delas foi uma conversa com o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, com o objetivo de não interferir no trabalho que já vem sendo desenvolvido.

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, teve a preocupação de manter a permanência do técnico no clube durante as competições, para que, nesse momento, ele seja acionado apenas no período de datas FIFA, quando os jogos são interrompidos no Brasil.

“Fiz uma escolha à altura do que merece o torcedor brasileiro, considerando o cenário atual. Agradeço ao presidente Mário Bittencourt pelo entendimento diante da importância de uma resposta de qualidade da CBF ao torcedor. Acompanho a carreira de Fernando Diniz desde o início e considero que ele é parte de uma nova e promissora geração de treinadores que está crescendo no Brasil. Admiro sua maneira de enxergar o futebol, que se assemelha com o estilo dos mais importantes treinadores do mundo. Temos pela frente o desafio das eliminatórias da Copa do Mundo. Desejo não só as categorias de futebol da CBF integradas na parte estrutural, que estamos avançando, como também e principalmente no estilo de jogo em todas as categorias. E Diniz terá muito a contribuir também nessa missão. Mais uma vez agradeço ao clube e seus torcedores pelo apoio e vamos seguir sempre, na minha gestão, respondendo aos desafios com transparência e qualidade”, declarou Ednaldo Rodrigues.

O novo treinador falou da felicidade e da realização de um sonho com o convite feito pela CBF e aceito para conduzir a Seleção

“Estou muito feliz com o convite e com a convocação, certamente vou dar o meu melhor para a CBF e para o futebol brasileiro. É um sonho que estou realizando ao estar ao lado de grandes jogadores, alguns destes atletas foram meus jogadores quando mais jovens. Dois que me vêm à cabeça são o Bruno Guimarães e o Antony. Fui adversário de alguns e outros tantos acabei admirando jogando no Brasil e na Europa. Então, para mim, vai ser um motivo de muito orgulho poder participar e vou procurar ajudar de todas as formas possíveis. Acho que o meu objeto de estudo e o meu prazer no futebol é ajudar o jogador a colocar para fora a sua inventividade, a sua criatividade e que ele seja feliz enquanto joga futebol. Isso eu fiz durante a minha carreira inteira e foi o que me trouxe até aqui e o que eu vou procurar fazer pelos jogadores”, afirmou Fernando Diniz.

CBF