Desenvolvido porspot_img

Últimas

Bahia vence Ceará nos pênaltis e conquista a Copa do Nordeste 2021

Uma pedra que estava no caminho do Bahia desde 14 de novembro de 2018, ou, quem sabe, desde 2015. O gosto de vitória se misturou com vingança na tarde deste sábado (8), no estádio Castelão, em Fortaleza. Com gols de Rodriguinho e Gilberto, o Bahia enfim ganhou do Ceará por 2×1 no tempo normal,  4×2 nos pênaltis, e conquistou a Copa do Nordeste pela quarta vez em sua história.
Eram oito jogos seguidos sem vencer o time alvinegro. Nos últimos cinco encontros, apenas derrotas para o tricolor. Em 2018, Edigar Junio usou da mística de Raudinei para virar o placar para 2×1 aos 47 minutos do segundo tempo. Dessa vez, o Bahia abriu 2×0, mas sofreu um gol de Jael perto do fim da partida. Como o Ceará havia vencido por 1×0 em Pituaçu, a final foi para a disputa de pênaltis.
Nas cobranças, coube ao zagueiro argentino Conti bater a última penalidade e garantir a conquista. Com o título, o Bahia se iguala ao Vitória como maior campeão da Copa do Nordeste: quatro troféus para cada uma das equipes de Salvador.
Ficha Técnica
Ceará 1×2 Bahia (nos pênaltis: 2×4) – Final da Copa do Nordeste
Ceará: Richard, Gabriel Dias (Cleber), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Pedro Naressi (Fernando Sobral), Oliveira (Marlon) e Vina (Jorginho); Lima, Felipe Vizeu (Jael) e Mendoza. Técnico: Guto Ferreira.
Bahia: Matheus Teixeira, Renan Guedes, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Jonas (Matheus Galdezani), Thaciano (Lucas Araújo) e Daniel (Edson); Rossi (Oscar Ruíz), Gilberto (Thonny Anderson) e Rodriguinho. Técnico: Dado Cavalcanti.
Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza
Gols: Rodriguinho aos 18 minutos, Gilberto aos 25, Jael aos 38, todos no 2º tempo
Cartão amarelo: Lima, Mendoza; Juninho, Rossi, Matheus Galdezani, Daniel e Lucas Araújo
Arbitragem: Denis da Silva Ribeiro Serafim, auxiliado por Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brigida Cirilo Ferreira (trio de Alagoas).

 

correio24horas.com.br

Últimas

Mais Lidas